Bicicletas dos dois ciclistas ficaram destruídas após atropelamento fatal em Limeira (Foto: William Barbosa).

MP denuncia motorista que atropelou ciclistas em rodovia de Limeira por homicídio duplamente qualificado

Ciclistas foram atingidos no acostamento da Rodovia dos Bandeirantes; jovem não tinha habilitação e estava alcoolizado.

PIRACICABA/SP – O Ministério Público de São Paulo (MP-SP) denunciou o motorista de 20 anos que atropelou e matou dois ciclistas na Rodovia dos Bandeirantes, no dia 16 de julho, por homicídio duplamente qualificado. Segundo a Promotoria de Justiça de Limeira (SP), a qualificação do crime se deu por uso de meio que resultou perigo comum e que dificultou a defesa das vítimas. O jovem vai a júri popular, e se condenado, pode cumprir pena de 12 a 30 anos de reclusão.

Bicicletas dos dois ciclistas ficaram destruídas após atropelamento fatal em Limeira (Foto: William Barbosa).

Bicicletas dos dois ciclistas ficaram destruídas após atropelamento fatal em Limeira (Foto: William Barbosa).

Ainda de acordo com a Promotoria, a defesa do jovem chegou a solicitar liberdade provisória no início deste mês, mas o pedido foi negado pelo juiz Rogério Danna Chaib, da 1ª Vara Criminal de Limeira. Ele está preso desde o dia do crime.

Atropelamento

O acidente ocorreu às 8h40 do dia 16 de julho, no km 146 da Rodovia dos Bandeirantes, sentido capital paulista. Os ciclistas pedalavam pelo acostamento da rodovia quando, segundo a Polícia Militar, o motorista do veículo de passeio perdeu o controle em uma curva, atingiu os ciclistas e capotou em seguida.

O helicóptero Águia da Polícia Militar (PM) foi acionado, pousou na pista para prestar socorro junto às equipes da concessionária Autoban, mas as vítimas estavam mortas. Os óbitos foram constatados no local do acidente.

O motorista, que tinha 19 anos à época do acidente, foi socorrido com ferimentos leves. Ele não tinha carteira de habilitação e estava alcoolizado. O teste do bafômetro constatou 0,09 miligramas de álcool por litro de ar alveolar. O número configura infração administrativa – de 0,05 mg/L a 0,33 mg/L -, que prevê multa, suspensão do direito de dirigir e sete pontos na carteira de habilitação.

Após receber alta médica, ele foi preso em flagrante.

As vítimas

Marcio José Bechis tinha 45 anos e era professor de educação física em Nova Odessa (SP). Diogo Cia de Faria tinha 38 anos e era empresário em Americana (SP). Segundo depoimento de amigos das vítimas, eles eram ciclistas experientes e, naquele dia, passeavam pelo acostamento da via. Eles iriam fazer o retorno em Limeira e voltar para suas respectivas cidades.

Os corpos dos dois ciclistas foram enterrados na segunda-feira (17) em Americana e Nova Odessa.

G1

Comments are closed.

>