Preso morreu depois de atingido por 6 tiros disparados por policial militar. Foto: Whats Ap/DIVULGAÇÃO

Detento causa pânico e acaba baleado dentro de ônibus, em Lavínia

Detento estava com benefício da saída temporária. De acordo com a PM, vítima causou tumulto dentro do veículo que seguia para SP.

LAVÍNIA – Valdir Cândido de Araújo, de 57 anos, que estava preso em Lavínia e havia acabado de ganhar a liberdade provisória, foi morto a tiros após causar um tumulto e provocar pânico dentro de um ônibus de passageiros que havia saído de Pereira Barreto com destino à capital paulista.

Preso morreu depois de atingido por 6 tiros disparados por policial militar. Foto: Whats Ap/DIVULGAÇÃO

Preso morreu depois de atingido por 6 tiros disparados por policial militar. Foto: Whats Ap/DIVULGAÇÃO

De acordo com o boletim de ocorrência, um policial militar de 33 anos estava a bordo do ônibus que havia partido de Pereira Barreto. Araújo embarcou em Lavínia, de acordo com testemunhas, embriagado.

Ao ver o policial militar, que estava a frente do ônibus, ele passou a fazer provocações com ofensas e ameaças, inclusive de morte. No momento havia pouco mais de 10 passageiros no veículo. Para evitar confusão, o militar se levantou e ocupou um poltrona no fundo do ônibus.

Quando o veículo entrou na rodovia e as luzes internas se apagaram, Araújo foi até o policial fazer mais provocações e partiu para cima dele inclusive se apoderando de sua arma, uma pistola .40, de uso restrito.

O PM conseguiu pegar a arma de volta e precisou disparar um tiro para conter o agressor. Mesmo com a mão ferida pelo disparo, o homem continuou indo para cima do militar, que deu outros tiros atingindo o braço e a virilha do detento.

Ao perceber o tumulto o motorista acendeu as luzes internas e parou o ônibus no acostamento. O militar levantou e foi em direção a saída do ônibus, sendo seguido por Araújo, mesmo estando ferido.

Perto da porta, ainda no corredor do ônibus, o detento partiu novamente para cima do militar, que deu mais três tiros, acertando o peito do agressor, que caiu e acabou morrendo no local.

A Polícia Rodoviária foi acionada e conduziu todos os passageiros até a delegacia de Lavínia, para prestar esclarecimentos e registro da ocorrência.

O corpo do detento foi levado pro Instituto Médico Legal (IML) de Araçatuba.

Regionalpress

Comments are closed.