Ajudante geral foi preso pela quarta vez acusado de tráfico de entorpecentes. Desta vez disse que era para pagar pensão alimentícia. Foto: DIVULGAÇÃO

Ajudante geral preso pela quarta vez acusado de tráfico de entorpecentes

ANDRADINA – A Polícia Militar prendeu na noite da última quinta-feira (30), o ajudante geral, Erick Rafael dos Santos, 23 anos, morador na Av. Moura Andrade, no Santa Cecília, acusado de tráfico de entorpecente. Foram localizados com ele e também na casa dele, crack, maconha, além de R$ 598,00 em espécie. Encaminhado ao plantão policial, foi indiciado e recolhido à cadeia de Pereira Barreto. É a quarta prisão dele pelo mesmo tipo de crime. A droga e o dinheiro foram apreendidos pela Polícia Civil.

A prisão do acusado aconteceu quando a equipe de Tático Comando formada pelo tenente PM Douglas, cabos PMs Calister, Silvio e C. Santos, realizava patrulhamento pelo bairro Santa Cecília e recebeu denúncia de que um indivíduo por nome Erick, já conhecido dos meios policiais, estaria comercializando entorpecente pela sua residência localizada naquele bairro.

Os policiais militares foram então até o endereço indicado e ao chegarem em frente da residência, avistaram Erick sentado em uma cadeira de área, com uma sacola plástica em seu colo, sendo rapidamente abordado e submetido a revista pessoal.

No bolso de sua bermuda foi encontrada uma pedra bruta de crack, que pesou aproximadamente 20 gramas. Ao abrirem a sacola que estava com ele, foi entorpecente de aspecto esverdeado, de forte odo, constatando ser maconha, que pesou aproximadamente 65gramas. Também no bolso do acusado foram localizados a quantia de R$ 598,00 em espécie.

Durante entrevista, o mesmo acabou por confessar que teria mais um pedaço de entorpecente dentro de sua casa, que pesou aproximadamente 160 gramas.

Diante dos fatos foi dado voz de prisão em flagrante delito pelo crime de tráfico de entorpecentes, tendo sido ratificado e encaminhado a Cadeia Publica de Pereira Barreto. É a quarta vez que ele é preso por tráfico. Estava em liberdade a apenas dois meses e disse que estava praticando o crime para pagar a pensão alimentícia.

MIL NOTICIAS/Agência

Comments are closed.

>