Quadrilha cercou prédio da polícia e explodiu caixas e cofre de banco em Alto Taquari (Foto: Polícia Civil de Mato Grosso).

Quadrilha cerca prédio da polícia e explode caixas e cofre de banco

Assalto ocorreu na madrugada desta quarta-feira em Alto Taquari (MT). Homens armados atiraram contra policiais e também furtaram duas armas de vigilantes.

ALTO TAQUARI/MT – Assaltantes armados explodiram caixas eletrônicos, arrombaram um cofre e furtaram armas da agência da Caixa Econômica Federal, na madrugada desta quarta-feira (19) no Centro da cidade de Alto Taquari, a 509 km de Cuiabá. De acordo com a Polícia Militar, parte dos criminosos cercou o prédio onde ficam os policiais militares e policiais civis, enquanto outro grupo cometia o furto na agência. Os assaltantes fugiram e ainda não foram localizados.

Quadrilha cercou prédio da polícia e explodiu caixas e cofre de banco em Alto Taquari (Foto: Polícia Civil de Mato Grosso).

Quadrilha cercou prédio da polícia e explodiu caixas e cofre de banco em Alto Taquari (Foto: Polícia Civil de Mato Grosso).

Segundo o comandante da PM em Alto Taquari, subtenente Alexandre da Silva Valério, a situação ocorreu por volta de 3h [horário de Mato Grosso].

“Não sabemos ao certo quantas pessoas, mas seriam oito a dez homens armados em dois carros. Eles atiraram e deixaram a polícia contida no prédio, enquanto outra ‘turma’ ficou explodindo os caixas. Usaram dinamites para explodir os caixas e o cofre. Também levaram armas dos vigilantes que estavam em um armário”, disse o comandante ao G1.

As duas armas levadas pela quadrilha são revólveres calibre 38. Os assaltantes, conforme o comandante, estavam com armamentos pesados, como fuzis. Depois de arrombar o banco os criminosos fugiram. Nenhum policial militar ou civil ficou ferido enquanto a quadrilha atirava contra o prédio.

A Polícia Civil informou que enviou reforços da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) em uma aeronave do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer). Também vão ajudar nas buscas policiais do Grupo Armado de Resposta Rápida (Garra), além da Força Tática e outros policiais da região.

A quadrilha estaria em uma caminhonete e um carro e teria fugido para a região de Costa Rica, Mato Grosso do Sul. A polícia pediu reforços de policiais de Goiás e Mato Grosso do Sul.

G1

Comments are closed.