Nadador andradinense Marco Antônio Júnior. Foto: Ricardo Sodré/MTC

Nadador Andradinense é medalhista no Troféu Brasil/Maria Lenk

Marco Antônio Ferreira Júnior é filho do “Belina” e despontou para o cenário nacional após ser lapidado pelo técnico Jonílcio Avelino, o “Careca” da natação Apan

ANDRADINA – O jovem nadador andradinense Marco Antônio Ferreira Júnior, de 20 anos, filho de Marco Antônio, o “Belina” (Rio Tintas), começa a despontar no cenário aquático nacional depois de ser contratado pelo Minas Tênis Club, depois de ser lapidado pelo professor de natação do Andradina Tênis Club, Jonílcio Avelino da Silva, o “Careca”. Ele era aluno assíduo da escolinha APAN – Associação de Pais e Amigos da Natação, verdadeira fábrica de talentos.

Nadador andradinense Marco Antônio Júnior. Foto: Ricardo Sodré/MTC

Nadador andradinense Marco Antônio Júnior. Foto: Ricardo Sodré/MTC

Após os resultados de quinta-feira a noite, o Minas foi para a vice-liderança da competição, com 1.372 pontos. Agora, o Pinheiros lidera, com 1.625. A Unisanta permanece em terceiro lugar, com 786. A competição segue nesta sexta-feira, com as eliminatórias a partir das 9h30, e as finais a partir das 18h30. O canal Sportv transmite as finais ao vivo.

PRATA DA CASA

Marco Antônio, “Juninho”, como é carinhosamente chamado pelo pai ou “Marquinho”, como é conhecido pelos companheiros de equipe, abriu bem a disputa das finais na noite de quinta-feira. Marquinho, fez a sua melhor marca nos 100m livre, com 48s46, sendo a primeira vez abaixo dos 49 segundos quando da disputa do troféu Brasil/Maria Lenk.

O resultado ainda garantiu o terceiro lugar na prova e uma possível convocação para compor a seleção brasileira que disputará o revezamento 4x100m livre no Pan-Pacífico, no Japão, em agosto.

Representando o Pinheiros, Gabriel Santos foi o campeão da prova (47s98) e Pedro Spajari ficou em segundo (48s01). Ainda na prova, Bruno Fratus ficou em sexto (48s68).

O minastenista comemorou muito ao sair da piscina e se emocionou ao receber a premiação.

“O Henrique Martins sempre me disse para me divertir nadando e, no ano passado, não consegui colocar isso em prática. Esse ano me preparei melhor fisicamente e psicologicamente e saiu isso, esse resultado aí. Eu vim para a final pensando que um 48s9 já estava maravilhoso e consegui 48s4. Estou muito feliz mesmo”, afirmou. (Com informações do site do Minas Tênis Club)

MIL NOTICIAS/Agência

Comments are closed.

>
error: Solicite a matéria por email!