Delegado Tadeu Carvalho, da DIG, apresenta condenado no dia da prisão dele por sua equipe. Foto: Manoel Messias/Mil Noticias

Suspeito de integrar gangue em Andradina é preso pela Polícia Civil

Guerra de gangues tem assustado moradores da cidade por causa das mortes e de violência.

ANDRADINA – A equipe de investigações da DIG – Delegacia de Investigações Gerais da Polícia Civil de Andradina deu cumprimento a um mandado de prisão em desfavor de Rodrigo dos Santos Mendes, o “Zóio, da Mineira”, de 27 anos, residente na rua Corumbá, Vila Mineira, condenado a pena de reclusão em regime inicialmente fechado,de 11 anos e cincomeses, em condenação por roubo praticado na cidade de Campo Grande/MS. Encaminhado à sede da DIG, tomou conhecimento do MP e depois foi recolhido à cadeia de Pereira Barreto, à disposição da Justiça.

Delegado Tadeu Carvalho, da DIG, apresenta condenado no dia da prisão dele por sua equipe. Foto: Manoel Messias/Mil Noticias

Delegado Tadeu Carvalho, da DIG, apresenta condenado no dia da prisão dele por sua equipe. Foto: Manoel Messias/Mil Noticias

Condenado é encaminhado para a cadeia de Pereira Barreto. (Foto: Reprodução/TV TEM)

Condenado é encaminhado para a cadeia de Pereira Barreto. (Foto: Reprodução/TV TEM)

Rapaz tem envolvimento envolvimento com guerra de gangues de bairros de Andradina. Foto: DIVULGAÇÃO

Rapaz tem envolvimento envolvimento com guerra de gangues de bairros de Andradina. Foto: DIVULGAÇÃO

O mandado em desfavor de “Zóio”, foi emitido pela primeira pela vara criminal do Fórum de Três Lagoas/MS, consta neste documento que ele foi condenado a uma pena de 11 anos e cinco meses de reclusão por infringir o disposto no artigo 157 do Código Penal (crime de roubo).

O crime foi praticado contra uma idosa, quando ela estava em um cruzamento da capital sulmatogressense e ele agiu com violência contra a mulher, roubando-lhe a bolsa. Pouco tempo depois desse primeiro crime naquela cidade, teria sido preso em flagrante por outro crime de roubo, permanecendo preso por aproximadamente 7 anos, dos quais parte dele na cidade de Três Lagoas/MS, para poder ficar mais próximo de sua família de Andradina, para poder visita-lo. Ganhou a liberdade condicional há pouco tempo.

A prisão do condenado só aconteceu porque a equipe de investigadores da DIG de Andradina averiguava um crime de furto de televisor recém praticado  e atribuído a ele, depois que ele ganhou a liberdade condicional e retornou para Andradina.  

BRIGA DE GANGUES

Segundo a DIG, vale destacar que “Zóio” da Mineira, é pessoa conhecida dos meios policiais de longa data e tinha envolvimento nas brigas de gangues de jovens de bairros de Andradina, sendo que em passado recente decidiu sair da cidade para não ser morto. Ele também já foi ferido a tiros em uma dessas tresloucadas brigas entre bairros Vila Mineira X Benfica

Já residindo no estado vizinho, “Zóio”, continuou se comportando às margens da lei e quando percebeu que sua prisão estava próxima de acontecer, retornou à Andradina a fim de fugir das garras da lei daquele estado; situação esta que gerou desconfiança aos policiais da DIG que decidiram investigar a conduta dele no estado vizinho e descobriram a existência do Mandado de Prisão e que ele só teria retornado à Andradina com intuito de escapar da Justiça do MS.

A RIXA

A rivalidade entre bairros em Andradina já fez dezenas de vítimas nos últimos anos, segundo a polícia. Pelo menos 20 pessoas morreram e pelo menos 30, muitos deles inocentes, sofreram ferimentos a tiros, desde que surgiram as chamadas “gangues” na cidade.

Por conta das diversas ocorrências, a população está acuada, já que moradores de alguns bairros não podem entrar em outros. A rixa teria começado há dez anos durante uma briga na avenida Guanabara, a principal da cidade.

Na época, um morador do bairro Benfica matou um homem do Pereira Jordão após um desentendimento por causa de mulheres. Com isso, foi decretada uma guerra entre gangues, que ao longo do tempo ganhou aliados de outros três bairros.

Segundo a polícia, vários inquéritos foram abertos para investigar os crimes ocorridos por causa dos conflitos e cerca de 80 pessoas já foram presas por envolvimento em crimes como homicídio e tentativas de homicídio. No último deles, um jovem foi morto a queima-roupa no meio da rua.

 

MIL NOTICIAS/Agência

 

Comments are closed.

>