Fábio Obici (esq.), acompanhado do presidente da OAB local (terno), e delegado Marcelo Zopero (dir.). Foto: MANOEL MESSIAS/Mil Noticias

Operação ‘Hígia’ prende presidente da OSS Santa Casa de Andradina

Além dele, um homem que seria motorista da Santa Casa foi preso com uma arma de fogo.  O superintendente também esta sendo procurado. No total, a Operação prendeu seis pessoas ligadas à investigação na Santa Casa de Andradina e Fernandópolis

ANDRADINA – Uma operação deflagrada em Andradina na manhã de segunda feira (17), pela Policia Civil de Fernandópolis, prendeu o advogado Fábio Antônio Obici, de 52 anos, presidente da OSS – Organização Social de Saúde Irmandade  Santa Casa de Andradina. Além dele, há um Mandado de Prisão temporária para o superintendente do mesmo órgão, Sebastião Sérgio da Silva, que atuavam na Santa Casa de Fernandópolis e que responde por diversos crimes, entre eles, desvio e superfaturamento de verbas, tráfico de influencia, entre outras acusações.

O inquérito que resultou nas prisões é o que investiga transações financeiras com suspeitas de irregularidades realizadas na Santa Casa de Fernandópolis, que é administrada pela OSS (Organização Social de Saúde) Irmandade Santa Casa de Andradina.

Além de Fábio Obici, foi preso um motorista da Santa Casa de Andradina, de 36 anos, cuja residência foi alvo de cumprimento de Mandado de Busca e Apreensão e os policiais localizaram um revólver calibre .22mm. Ele foi indiciado por porte ilegal de arma de fogo, sendo arbitrada fiança de R$ 1 mil, que foi paga para que ele responda ao processo em liberdade. A arma foi apreendida.

Há um Mandado de Prisão Temporária contra Sebastião Sérgio da Silva, superintendente da OSS Santa Casa de Andradina, tendo várias equipes da Polícia Civil ido no endereço fornecido no documento, porém, a casa está em reforma e ele não foi localizado. Como chegaram informações de outros endereços, a Polícia também averiguou, mas não o localizou.

OUTROS PRESOS

No total, pelo menos seis pessoas foram presas durante a operação “Hígia”, nome da Deusa grega da saúde, deflagrada pela Polícia Civil de Fernandópolis (SP) por força dos MPs expedidos pela 2ª Vara Criminal de Fernandópolis, que investigou fraudes na Santa Casa de Fernandópolis, Lucy Montoro e AME.

Entre os presos, está o presidente da Santa Casa de Andradina, advogado Fábio Antônio Óbici, 52 anos; O cumprimento dos mandados de prisão e de busca e apreensão judiciais realizados na casa  eno escritório dele, localizado em frente do Forum, foram acompanhados por dois representantes da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), 92ª subsede Andradina. Foram apreendidos computadores portáteis e de mesa, mídias digitais para perícia nos arquivos, documentos, além de aproximadamente R$ 37 mil em dinheiro.

Ainda foram presos o atual secretário de Recursos Humanos da Prefeitura de Fernandópolis, Antônio Luís Aielo, 54; Gláucia Basaglia, gerente do AME de Fernandópolis e esposa do ex provedor Fernando Zanque , que segue foragido até o momento.

Também Sebastião Sérgio da Silva, superintendente da OSS Santa Casa de Andradina continuava foragido até o fechamento dessa matéria.  

Até o momento seguem detidos os membros do conselho da Santa Casa de Fernandópolis , Luis Aiélo, João Tarlau, Edilberto Sartin. O ex deputado Gilmar Gimenes também aguarda na delegacia de Fernandópolis.

Em Araçatuba, equipes da Polícia Civil da cidade, acompanhadas de policiais de Fernandópolis, saíram às ruas no início da manhã para dar cumprimento aos mandados de prisão e de busca e apreensão.

Um dos alvos de mandado de prisão é um empresário de 30 anos, morador no bairro Nova Iorque. Ele foi preso na casa dele e equipe do GOE (Grupo de Operações Especiais) da Polícia Civil também realizou buscas na sede da empresa que ele administra, em um edifício empresarial na avenida Brasília, a principal da cidade.

ADVOGADO

Outra equipe esteve na casa de um advogado de 46 anos, também morador no bairro Nova Iorque, que foi preso. Com ele foi apreendido um notebook, um HD externo, documentos e um celular.

Ainda em Araçatuba, os policiais cumpriram buscas em uma empresa especializada no comércio de cartuchos para impressoras, onde foram apreendidos materiais e mais de R$ 14 mil em dinheiro.

ARMAS

Também em Andradina, descobriu-se que o revólver calibre 22, está  relacionado ao superintendente da OSS Santa Casa de Andradina, Sebastião Sérgio da Silva. O motorista disse que essa pasta com documentos e a arma estavam dentro do carro que pertence à Santa Casa, por isso, decidiu retirá-la do veículo e guardar na casa dele.

SÍTIO

Outras três armas que pertenceriam ao superintendente da OSS Santa Casa de Andradina foram apreendidas em um sítio em Gabriel Monteiro. Na propriedade moram os sogros do investigado, que afirmaram que as armas são de Sebastião. Foram encontradas duas carabinas calibre 22, um revólver calibre 38 e 235 munições intactas.

CURRÍCULO

Em matéria divulgada pela Santa Casa de Andradina em dezembro de 2015, relativa à concessão do Título de Cidadão Andradinense concedido a Sebastião, consta que ele foi Coordenador de Saúde do município de Zacarias de 1993 a 2001; secretário municipal de Saúde em Aparecida do Taboado (MS) entre 2006 e 2008; e secretário municipal de Saúde de Gabriel Monteiro.

Em 2010 assumiu o cargo de superintendente da Santa Casa de Andradina.

Os envolvidos também terão seus bens sequestrados que serão usados para reparar os danos causados ao Hospital.

MIL NOTICIAS/Agência

Comments are closed.

error: Solicite a matéria por email!